• Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Youtube Preto

Por que é tão difícil parar de fumar?



- “Eu fumo porque eu gosto!”

- “Tenho prazer em fumar!”


Estas frases são, muito frequentemente, usadas por fumantes para expressar e, até para justificar, o porquê fumam. E eles estão cobertos de razão. Fumar é gostoso e dá prazer, do contrário não viciaria. Ninguém ficaria viciado por algo ruim.


O vício

Mas vicia por quê? Funciona assim, no cérebro há um sistema chamado límbico, que é responsável pelas emoções. Dentro desse sistema tem uma espécie de centro de recompensa.

A nicotina, após uma tragada, chega ao cérebro em 9 segundos (mais rapidamente que a cocaína e com a mesma velocidade do crack) e ativa este sistema, liberando dopamina, o neurotransmissor do prazer. O mesmo processo acontece com a ingestão de cocaína, crack, heroína ou álcool.

Logo o cérebro associa o fumar a um momento gostoso, à uma situação de prazer, porém, quando os efeitos começam a diminuir, as sensações de prazer começam a reduzir de intensidade, o organismo passa a sentir os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina o que o leva à uma condição de mal estar.

É neste momento que o cérebro pede mais nicotina e depois, mais nicotina, e assim por diante, até que se acostuma com o estímulo e não consegue mais produzir dopamina sozinho, de forma natural. É neste ciclo maligno de necessidade X recompensa que se instala a dependência da nicotina.

Boas notícias

Mas calma, há duas boas notícias:

1) Há formas de estimular o cérebro, naturalmente, a produzir dopamina:

  • Manter uma dieta saudável adicionando alimentos que estimulem a produção de dopamina como, aveia, banana, ovos, chocolate, abacaxi, salmão, entre outros.

  • Tomar sol, por pelo menos, 15 minutos

  • Fazer exercícios físicos – aquele que você sentir mais prazer.

  • Meditar

  • Escutar música

  • Encontrar pessoas queridas – família, amigos.

  • Praticar algum tipo de fé – praticar uma religião com a qual você mais se identifique.


2) Ao deixar de fumar, em poucas semanas – 2 ou 3 – o cérebro volta a produzir dopamina de forma natural sem precisar do estímulo da nicotina.

O fumante que deixar de fumar descobrirá, rapidamente, que continuará a sentir prazer e bem estar, e mais, por conseguir livrar-se da dependência, fortalecerá sua autoestima, mais um fator que irá contribuir para uma boa qualidade de vida.


Experimente o Método Livre! Sem Fumar

Fontes:

https://www.livresemfumar.com.br/o-que-e-livre-sem-fumar

https://amenteemaravilhosa.com.br/alimentos-que-aumentam-a-serotonina-dopamina/

https://www.sbie.com.br/blog/veja-6-dicas-para-aumentar-dopamina-e-serotonina/


4 visualizações

Caminhos Possíveis - Comércio e Serviços Ltda ME

CNPJ:04.534.283/0001-02