• Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto
  • Ícone do Youtube Preto

Lapso não é recaída



Fiquei sem fumar 4 dias, mas recaí, estou mal...”

(Eliandro, 36 anos)



“Consigo parar de fumar e já fiquei até 15 dias sem cigarro. Mas recaio. É sempre assim...” (Carla, 44 anos)



Depoimentos como estes acima são muito comuns entre nossos seguidores. Estão no processo de deixar de fumar, estão indo bem, mas ao cometerem um lapso, acabam por se sentirem tão mal que colocam todos as conquistas a perder e voltam a fumar tanto quanto antes ou até mais.


Neste artigo pretendemos mostrar que o lapso é comum e deve ser tratado como parte do tratamento e não como um motivo para a recaída ou como uma barreira a deixar o cigarro.


Vamos começar destacando as diferenças entre lapso e recaída em um processo de cessação de uma dependência:


O que são lapso e recaída?


A definição para as palavras lapso e recaída são:

Lapso: descuido; engano involuntário; deslize.

Recaída: Cair novamente; voltar ao estado ou posição anterior; reincidir.


Fazendo uma analogia, um lapso é como dar um escorregão, cair e levantar. Recaída é como dar um escorregão, cair e permanecer no chão.


A nicotina causa dependência forte e o processo de deixar de fumar pode ser, em alguns casos, difícil. Pode acontecer do dependente, ao se expor à situações de risco, voluntariamente ou não, não ter controle sobre si e voltar a fumar. Outro cenário comum é enfrentar alguma situação emocional difícil, não saber como lidar com ela e recorrer ao cigarro como apoio, usar o cigarro como remédio. Ou querer relaxar e recorrer ao cigarro. Enfim, há diversas situações que levam à recaída.


Lembre-se:

O Lapso é considerado quando a pessoa, assim que faz uso da substância, no caso a nicotina, se conscientiza do deslize e logo para, retornando à abstinência.


A Recaída é a volta ao uso da mesma forma, ou até aumentando seu uso. A recaída diz respeito a um retorno ao padrão da doença.


Como não deixar o lapso virar uma recaída:


Atenção: antes da recaída sempre há um lapso e, sabendo lidar com ele, o lapso não se transformará em recaída.


Vamos examinar dois casos, o primeiro em que a fumante deixou o lapso virar uma recaída e o segundo, em que o fumante identificou o porquê aconteciam os lapsos e eliminou a situação de risco:


Caso 1: Ana Beatriz trabalhava em uma empresa e almoçava com seus colegas de trabalho. Ao voltarem do almoço ficavam conversando na porta do prédio, ‘fumando um cigarrinho’ antes de voltarem ao escritório. Quando Ana resolveu parar de fumar, continuou participando das conversas pós almoço. Essa era uma situação de risco muito alta e Ana cometia, repetidamente, o lapso de ‘fumar um só’. Sem se afastar da situação de risco a qual se colocava voluntariamente, não resistiu e acabou voltando a fumar na mesma quantidade de antes de tentar parar.


Caso 2: Luciano decidiu parar de fumar. Estava com muita dificuldade pois morava com os pais e um irmão, todos fumantes. Era muito difícil voltar para casa a noite e conviver com tantos fumantes. Recaiu algumas vezes até que identificou a situação de risco e foi, por algumas semanas, morar com os avós. Só voltou para casa quando se sentiu seguro. Não recaiu.


Nos exemplos acima ficam claras as situações em que o lapso vira uma recaída e quando o lapso não passa de um lapso. O importante é o fumante se manter no controle da situação e encarar o lapso apenas como um deslize e não como um fracasso, uma recaída.




Importante destacar que o lapso causa culpa e sensação de fracasso e tem grande influência sobre a autoestima. É comum o fumante achar que ‘não tem mais jeito’, que ‘não consegue mesmo largar o cigarro’ e desistir de tentar. Mas isto não verdade, o fato é que apenas não trabalhou o lapso de maneira adequada.


É necessário que o fumante aprenda a encarar o lapso como oportunidade de aprendizado.


É necessário identificar em qual situação se deu o lapso e agir sobre ela, evitando-a nas próximas vezes ou usando mecanismos de defesa.


Aqui está a grande dica, se este for o seu caso, identifique a causa do lapso e atue sobre ele.

Se ficar muito difícil, peça ajuda. Ajuda de quem? De um médico, de um psicólogo, de um religioso ou de um grupo de apoio como o Livre! Sem Fumar


__________________________________________________________________________________

O Método Livre Sem Fumar é um posso a passo que ensina o fumante a como fazer para deixar de fumar.

Visite o nosso site: https://www.livresemfumar.com.br


Tags:

#comoparardefumar

#parardefumar

#livresemfumar


6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Caminhos Possíveis - Comércio e Serviços Ltda ME

CNPJ:04.534.283/0001-02